Tag Archives: Sapatos

E você, vai de quê?

12 mar

Para escrever um blog juntas nós precisamos ter muita sintonia e afinidades em comum. Por isso, nossa parceria se estende além da internet e é visível também em nossa personalidade. Costumamos ir para os mesmos lugares, gostamos basicamente das mesmas coisas e temos estilos parecidos.

Mas em uma coisa somos bem diferente – o salto alto.

Enquanto Naty não vai para nenhuma festa sem uns 10 centímetros de salto alto, Raisa prefere o conforto de calçados baixinhos. Resolvemos então propor uma à outra a abrir a cabeça e descobrir os pontos positivos de cada um esses dois estilos.

Raisa:

Eu adoro salto. Realmente a mulher fica com a postura mais elegante, mais alta e as vezes até mesmo superior aos meros mortais que continuam com os pés no nível do chão. Mas uma coisa é certo: mulher sofre pra ficar bonita, e os saltos contribuem pra isso. Esses sapatos tão lindos são, em sua maioria, bastante desconfortáveis.
Lógico que há excessões, mas pessoalmente eu já desisti de usar salto depois de ter que ir embora mais cedo de tantas festas ou ser obrigada a tirar o sapato e ficar descalça. Talvez seja o formato dos meus pés ou até mesmo escolhas erradas, mas o fato é que hoje eu não tento mais usar o que  me machuca só pra me sentir mais bonita. Depois que eu escolhi o conforto em primeiro lugar, descobri que isso não significa deixar a beleza, elegância e o charme para trás – é possível ficar linda e chamar atenção com sapatos baixos que de básicos não têm mais nada.

As opções são muitas! A começar pelas rasteirinhas, que são a cara do verão.
Essas sandálias são abertas, e por isso combinam com looks mais fresquinhos e soltos, como macacões, pantalonas, vestidos e saias longas. Podem ser feitas de couro, artesanato, em modelo gladiador ou em versões luxuosas com pedrarias e cristais, possibilitando o uso até em ocasiões mais chiques.

No inverno a preferência é pelos sapatos mais fechados, como o modelo Oxford. O sapato inicialmente criado para os homens, caiu no gosto da mulherada com versões super femininas e trabalhadas. Os tênis vintages são ótimas opções para os mais estilosos, assim como as botinhas ou sandálias abotinadas.

Para o dia-a-dia, as sapatilhas são quase uma unanimidade. Elas podem ser básicas para o trabalho ou elaboradas para a noite. São perfeitas para ir a um happy-hour direto do serviço ou para um restaurante.

Se você não se sente segura para andar de salto, ou assim como eu, prefere se sentir confortável, não tenha medo de abusar dos calçados baixos, afinal o que vale é se sentir bem consigo mesma e se destacar na multidão do seu jeito.

Nathalia:

Claro que nenhuma mulher no mundo precisa usar salto para ficar bonita. Mas isso também não quer dizer que um belo salto alto não faça toda a diferença.
Fora isso, o fato de usar um sapato com salto não significa que você precise morrer de dor meia hora depois de calçá-lo.
Existem ótimas (e bonitas!) opções para aquelas que gostam dos saltos, mas querem aproveitar a festa sem se preocupar com dores, bolhas ou incômodos.

Sandálias e sapatos com salto plataforma, por exemplo, são boas pedidas para quem quer ganhar alguns bons centímetros. Esses saltos deixam o pé inteiro em um mesmo nível e diminui o impacto causado pela altura. Só um cuidado: a famosa “virada no pé” com esse tipo de salto pode ser fatal!
Também pode-se juntar o salto plataforma, com a última tendência em sapato – a cortiça.
Não gosta da cortiça? Tudo bem, você não está sozinha no mundo. Confesso que não sou a fã número 1 desse material, mas não deixa de ser uma opção criativa de usar o salto alto de maneira mais leve no verão.

Além disso, ninguém precisa de um salto 15 centímetros pra ser feliz, né?! Um salto mais baixo faz o serviço muito bem e transforma um modelito simples, em algo descolado e elegante. Existem centenas de modelos de sapatos com saltos mais baixos que não perdem a beleza e são mega confortáveis. Fora os saltos grossos, que ajudam no equilíbrio e aumentam o conforto!

E para o final, os meus favoritos! Além de lindos e atuais, os sapatos com meia pata diminuem o efeito do salto. A meia pata faz com que a parte da frente do pé não fique em um nível tão diferente da parte de trás, e com isso, os sapatos se tornam mais confortável.

E aí, te convencemos?

Anúncios

O retorno da Melissa.

29 fev

Acredito que a Melissa tenha marcado a vida e os pés (afinal, a maioria dos modelos deixam marcas de pequenos machucados nos pés das moçoilas!) da maioria das mulheres por aí. E há muito tempo a marca deixa a desejar em seus modelos que, atualmente pecam na falta de inovação e designer.

Uma 37 de cada, please!

Mas, o último lançamento da Melissa é um arraso! A Melissa Jean + Jason Wu foi o resultado do trabalho do estilista Jason Jean, que usou um de seus materiais preferidos na criação da sapatilha – as fitas de gorgorão. A inovação faz o modelo sair um pouco do clássico plástico dos sapatos lançados pela marca.

Melissa Jean + Jason Wu

A dúvida agora é se, além de bonita, a sapatilha é confortável. De toda forma, o Personnas adorou o resultado. E você?

Mallu para a My Shoes.

8 fev

A marca My Shoes escolheu a cantora Mallu Magalhães como garota-propaganda na divulgação do vídeo que mostra a nova coleção de inverno 2012.

Mallu para a My Shoes.

 

As fotos foram tiradas pelo fotógrafo Fábio Barteld, em diferentes pontos da cidade de São Paulo, como a famosa rua Augusta. Com seus quase 20 anos, a cantora deixa seu lado menininha e aparece bem diferentes nas fotos da primeira campanha  de moda em que atua.

Fui só eu que me surpreendi com as mudanças na aparência de Mallu? Em que super máquina da transformação essa menina entrou, gente? Quero também!

Parece que alguém cresceu!

 

Enfim, Mallu está deslumbrante, a campanha também. Por isso vale muito a pena assistir o vídeo que a My Shoes divulgou.   

 

Quem nunca?

5 nov

Isso, ou aquilo!

Quem nunca saiu diva em cima de um belo salto alto e já estava com ele nas mãos depois de menos 1 hora de festa?
Ou, para as mais previnidas, quem nunca colocou um par de Havaianas dentro do carro para já ter uma opção quando os pés já não aguentarem aquela altura toda?
Pois é, a coleção da designer israelita Daniela Bekerman resolve esse, e alguns outros problemas femininos.
“Ze o Ze”, nome dado à coleção, é uma expressão hebraica que significa “isto ou aquilo”. Sei que a ideia pode não ser a mais genial ou criativa do mundo, mas acredito que a coleção da designer conseguiu, na prática, juntar noções de praticidade e conforto, com beleza e estilo.
Além do conforto, os sapatos que podem ser usados com cinco tamanhos de saltos diferentes, também resolvem outro problema que quase todas as mulheres enfrentam – a falta de espaço na mala!

A designer publicou em seu site oficial o vídeo que mostra algumas das maneiras que os sapatos podem ser usados!

Existe salvação para as Croc’s?!

31 out

Sim, eu confesso que tenho PAVOR da tal Croc. Posso até concordar com quem argumenta que são confortáveis e tudo mais. Mas vamos combinar né, gente! Existem sandálias e sapatos mega confortáveis e bem mais bonitos.

Que tal se seu marido usasse uma croc laranja?

Mas enfim, o post é por que hoje eu descobri que existe uma salvação para as croc’s – os pés infantis. Estava em um aniversário de criança (tem coisa melhor?! #docesmil) e vi uma menininha linda com uma croc no pé. E sim, ela estava LINDA!

Claro que você pode virar e me dizer: “ah, mas qualquer coisa fica bonito em uma criança!”. E eu não vou poder discordar levando em consideração toda a minha paixão por crianças.

O fato é que fiquei impressionada/surpresa/chocada de como um sapato tão feio de gosto meio duvidoso pôde ficar tão lindo num pezinho de criança.

Shiloh Jolie, filha de Angelina Jolie, já aderiu a moda das croc's infantis.

Só eu me encantei com essas crianças de croc’s ou é mesmo uma fofura? 🙂

Paixão feminina.

12 set

Depois de conhecer o litoral do Rio Grande do Norte, mais especificamente Natal, foi a hora de encarar outra maratona de ônibus até o extremo sul do Brasil. Com uma parada em São Paulo, alguns malucos pelo caminho e muitos comprimidos de Dramin, a viagem apesar de mais confortável, foi bem mais cansativa que a primeira. Talvez por que nós ainda não estávamos totalmente recuperadas da ida a RN. Enfrentar duas viagens de mais de quarentas horas em um espaço de tempo de menos de um mês não é pra qualquer um.

A viagem ao Rio Grande do Sul rende vários posts (e espero que assim seja) mas como viciada que sou, vou dedicar o primeiro a uma mania de grande parte da classe feminina: os sapatos.

Quem vai até Canela pode esperar encontrar uma cidadezinha linda de morrer. A cidade como um todo é um ponto turístico. Pessoas bonitas, educadas, super atenciosas e acostumadas com turistas, barzinhos legais, muito frio e clima de romance. O que eu não esperava encontrar foi o melhor e o pior da minha viagem. Melhor pelos motivos óbvios, pior pela pobreza de sempre. Uma rua repleta de lojas gigantes com placas maiores ainda: LIQUIDAÇÃO DE SAPATOS, BOTAS E BOLSAS! Que mulher não delira ao ler isso? Pois é!

O paraíso feminino.

Assim que entrei na primeira delas parei na porta, olhei tudo, virei pra um segurança e falei: “Moço, jura que eu não morri e esse é o paraíso?” Sim, ele deve ter me achado uma louca, mas com certeza não fui a primeira.

As lojas são bem parecidas. Todas com enormes filas de sapatos que vão da rasteira até chegar às botas, separadas por tamanho. É possível encontrar sapatilhas de 20,00 e saltos de 70,00. Eu não disse que era o paraíso?

Peep Toe entre 59,00 e 129,00.

Se você está procurando um lugar para passar a lua de mel, vá a Canela! O clima da cidade é super propicio à uma viagem a dois e de quebra você ainda aproveita o bom humor do recém-marido, compra vááários pares e volta mais feliz do que nunca para casa. Pelos menos eu achei a idéia genial. Vocês não?! 😡

Tristeza por não poder comprar a loja inteira.


Nathalia Pompermaier