Tag Archives: c&a

Originalmente fake!

14 mar

Eis que eu passeava pelo Shopping Vitória quando resolvi entrar na C&A. Entre mesas e araras, dei de cara com essa camisa:

Bonita não é? Eu também achei. Maaaaas a questão é outra!

Há mais ou menos um ano eu comprei essa camisa aqui embaixo em uma das lojas da Hollister nos Estados Unidos. Impossível não notar a semelhança, não é mesmo?!

Não que eu tenha alguma coisa contra as lojas Fast Fashions trazerem pras nossas terrinhas as modas dos outros países e, principalmente, com preços acessíveis. Mas acho que não precisamos copiar até a cor do botão de uma blusa, afinal de contas dá pra se inspirar e transformar uma peça de roupa pro nosso jeitinho brasileiro de ser e agradar ainda mais, não é mesmo?!

E na etiqueta da camisa da C&A (59,90!) você ainda encontra: “Produto exclusivo”.

Exclusivo, C&A? Você está fazendo isso errado!

(Não reparem nas primeiras fotos. Foram tiradas com meu Ipod e a resolução é péssima!)

Anúncios

Depois da cintura alta…

20 jan

Depois da moda das saias de cintura alta, é a vez das peças ganharem comprimento e irem parar nos pés das mulheres por aí! Algumas ainda continuam com receio de aderir à moda, né não Raisa?!

Invadiram os desfiles!

De toda forma, primeiros as saias longas invadiram as passarelas de todo o mundo e ,cada vez mais, saem dos holofotes e conquistam espaço no guarda-roupa da mulherada.

Passeando pela C&A, encontrei vários modelos legais e fáceis de usar. Lembrando sempre que as saias longas costumam aumentar o quadril, então é bom tomar cuidado. Já os modelos de malha marcam mais o corpo e as listras horizontais também dão a impressão de que somos maiores.

Pele no verão também pode!

Cuidado com as listras!

Verde que te quero verde!

Mistura de cores!

Preços:
Saia azul e preta – 59,00
Saia verde – 59,00
Saia estampa de cobra – 59,00
Blusa branca com estampa – 19,90
Blusa azul – 49,00
Regata preta – 19,90
Regada de renda – 39,90

Fast-fashion!

10 set

Uma de minhas paixões: o fast- fashion! Um pouco pela variedade e identificação e muito pelos preços. Agora uma coisa é certa ao se falar do assunto: o termo divide opiniões. Uns criticam a reprodução em massa, as cópias ou “inspired”. Outros muitos defendem a popularização da moda no sentido de tornar acessíveis ($) peças ou tendências que antes só se viam em passarelas e vitrines de grifes famosas. Eu fico com a segunda opção!

Campanhas das lojas Zara, C&A e Renner.

Hoje em dia grandes lojas de fast-fashion se dedicam não só a grande reprodução, mas na elaboração de um conceito, a peças de bom gosto e a renomados rostos ligados à moda para criar e\ou representar a marca.

Exemplos disso não faltam! A C&A nos últimos meses passou por Herchcovitch assinando roupas infantis, Beyónce estrelando uma campanha que apostou no “bandage” e em roupas ligadas ao lado sensual da cantora e, mais recentemente, Isabeli Fontana e à pegada roqueira da modelo.

A C&A em 2010: Campanha com Herchcovitch, Isabeli Fontana e Beyoncé.

Não só a C&A, mas é possível ver nas vitrines da Renner, Zara, Leader e até mesmo da Riachuelo que o fast-fashion está mais fashion que nunca. A grande dica é: disposição! Disposição para procurar nas araras (geralmente bagunçadas!) por peças bacanas, com preços mais bacanas ainda!

Grande variedade em peças e preços.