Tag Archives: Canela

Paixão feminina.

12 set

Depois de conhecer o litoral do Rio Grande do Norte, mais especificamente Natal, foi a hora de encarar outra maratona de ônibus até o extremo sul do Brasil. Com uma parada em São Paulo, alguns malucos pelo caminho e muitos comprimidos de Dramin, a viagem apesar de mais confortável, foi bem mais cansativa que a primeira. Talvez por que nós ainda não estávamos totalmente recuperadas da ida a RN. Enfrentar duas viagens de mais de quarentas horas em um espaço de tempo de menos de um mês não é pra qualquer um.

A viagem ao Rio Grande do Sul rende vários posts (e espero que assim seja) mas como viciada que sou, vou dedicar o primeiro a uma mania de grande parte da classe feminina: os sapatos.

Quem vai até Canela pode esperar encontrar uma cidadezinha linda de morrer. A cidade como um todo é um ponto turístico. Pessoas bonitas, educadas, super atenciosas e acostumadas com turistas, barzinhos legais, muito frio e clima de romance. O que eu não esperava encontrar foi o melhor e o pior da minha viagem. Melhor pelos motivos óbvios, pior pela pobreza de sempre. Uma rua repleta de lojas gigantes com placas maiores ainda: LIQUIDAÇÃO DE SAPATOS, BOTAS E BOLSAS! Que mulher não delira ao ler isso? Pois é!

O paraíso feminino.

Assim que entrei na primeira delas parei na porta, olhei tudo, virei pra um segurança e falei: “Moço, jura que eu não morri e esse é o paraíso?” Sim, ele deve ter me achado uma louca, mas com certeza não fui a primeira.

As lojas são bem parecidas. Todas com enormes filas de sapatos que vão da rasteira até chegar às botas, separadas por tamanho. É possível encontrar sapatilhas de 20,00 e saltos de 70,00. Eu não disse que era o paraíso?

Peep Toe entre 59,00 e 129,00.

Se você está procurando um lugar para passar a lua de mel, vá a Canela! O clima da cidade é super propicio à uma viagem a dois e de quebra você ainda aproveita o bom humor do recém-marido, compra vááários pares e volta mais feliz do que nunca para casa. Pelos menos eu achei a idéia genial. Vocês não?! 😡

Tristeza por não poder comprar a loja inteira.


Nathalia Pompermaier